Pontos e prêmios na ATP

pzfeature-14par-h_free_big

Desde 2009, a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) criou uma nova nomenclatura para seus torneios com o intuito de facilitar o entendimento do público em relação à importância das competições mundo afora – de acordo com os pontos que eram dados ao campeão.

Assim, naquele ano, a ATP agrupou os torneios em ATP 250 (que dá 250 pontos ao vencedor), ATP 500 (500 pontos) e ATP World Tour Masters 1000 (1000 pontos). A entidade estabeleceu ainda que os quatro Grand Slams (Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open) dariam 2000 pontos aos ganhadores.

Isso facilitou muito o entendimento da estrutura dos torneios, mas algumas dúvidas sempre aparecem em relação à pontuação, especialmente no que tange os pontos ganhos por todos os outros tenistas que não o campeão. Apesar de simples e tabulada, com valores fixos a partir das oitavas de final, há algumas variações de acordo com o tamanho das chaves. Para compreender melhor, trouxemos uma tabela com a distribuição dos pontos em todos os níveis de torneio.

tenis_140_regras_tabela1_free_medium

Dinheiro

Se há um padrão para a distribuição dos pontos, também há um para os prêmios em dinheiro pagos aos jogadores. Apesar de a ATP não ter uma fórmula exata, ela divulga, ao final de cada ano, como dividir os valores de acordo com as rodadas em seu manual de regras. A divisão segue bastante o padrão de porcentagens da Federação Internacional de Tênis (ITF) para os Futures. Sendo assim, ilustramos a tabela da ITF e a divisão dos prêmios para um torneio ATP 250 com chave de 28 jogadores.

tenis_140_regras_tabela2_free_big